Aluguel de veículos recua 90% com motorista de aplicativo alugando menos

Os aluguéis de veículos tiveram uma grande queda no Brasil devido à pandemia de coronavírus e pelo isolamento social. As notícias sobre o setor apontam que dos 200 mil veículos alugados para motoristas de aplicativos, 160 mil foram entregues por falta de demanda devido à quarentena, somados ao rodízio de veículos, dentre outros fatores. O maior motivo foi a redução da demanda pelo transporte e desta forma, a maioria dos motoristas com carro alugado tiveram que abrir mão do veículo por falta de renda.

De acordo com a Abla (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis), “existe um grande movimento das locadoras para dar suporte aos motoristas de aplicativos na retomada das atividades e outros profissionais do volante, pois eles somam seus principais clientes”. Uma das alternativas da Abla é dar descontos para aluguéis de veículos para motoristas de aplicativos. Até o início deste ano, as locadoras foram o destino de uma grande parte das vendas diretas de automóveis novos e semi-novos da compra feita diretamente do fabricante, sem a participação de intermediários (lojas).

O crescimento na frota de veículos de locadoras estava sendo puxado por aluguéis de veículos utilizados por empresas e por motoristas de app, que turbinou esse movimento até o início da pandemia. No total, segundo a Abla, as locadoras de veículos possuem 997.416 veículos regulamentados para serem utilizados por motoristas de aplicativos, empresas e para as pessoas em geral.

Devido à pandemia, a grande maioria dos segmentos de aluguéis tiveram uma baixa, revela a associação. Nas locações diárias, que podem ser realizadas por qualquer pessoa, o recuo foi de 90% desde o início da pandemia. As locadoras possuem 480 mil veículos prontos para serem utilizados, destes, 430 mil estão parados nos pátios à espera de clientes.

Os contratos mensais tiveram um impacto reduzido em comparação com as outras modalidades do negócio. Esse tipo de contrato também é conhecido como “carro de assinatura”, que são aluguéis de veículos zero quilômetro com prazo mais longo, geralmente destinado a frotas de veículos de empresas. A Abla estima que até o final da pandemia o setor tenha uma melhora com a retomada gradual das atividades e na locação de veículos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *