Além de pedido de desculpas, Empiricus apresenta evolução de seu compliance

Passados seis meses da polêmica envolvendo Bettina, marca desenvolve uma nova campanha, mas desta vez com pedido de desculpas e apresentação de departamento de compliance. Entenda!

Bettina ficou famosa nas redes sociais no início de 2019 após protagonizar um anúncio da Empiricus. Uma versão reduzida do vídeo viralizou e nela a copywriter diz ter feito um investimento de mil reais se transformar em um patrimônio superior a um milhão em apenas 3 anos com os relatórios da empresa.

Os órgãos de defesa do consumidor logo agiram, como o Procon que aplicou uma multa na empresa por conta do exagero. O Conar pediu que o vídeo fosse suspenso (além de outros cinco da marca) e a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) se valeu da polêmica para divulgar uma série de orientações acerca da publicidade envolvendo os players de análise financeira.

Em uma nova campanha, a Empiricus pediu desculpas pelo ocorrido. No vídeo divulgado na internet, Bettina volta à cena para se desculpar pelo relacionamento com o público ter começado da maneira incorreta. Segundo ela, foi passada a mensagem distorcida que despertou a ganância de algumas pessoas de que a evolução de seu patrimônio ocorreu rápida ou facilmente.

A copywriter ressalta que ainda que tenha feito mil reais se transformar em um milhão de reais, não foi um só investimento o responsável por esse crescimento, algo que ela disse mais uma vez naquela campanha, mas que era preciso ter ficado mais claro, principalmente na versão curta do anúncio.

Bettina também afirma que não ganhou nada com a exposição e nem mesmo a Empiricus lucrou, visto que a campanha tinha o intuito de divulgar um curso gratuito. No curso, o usuário poderia entender sobre o mercado de capitais, o que é investimento de risco, investimento conservador, entre outros temas, assim poderia se posicionar frente ao mercado.

Apresentação de compliance

Mais importante do que o pedido de desculpas foi a mudança de postura da Empiricus. Além de aumentar a rigidez nos processos internos e o controle das comunicações externas, a empresa trouxe profissionais ainda mais técnicos para compor sua equipe de pesquisa financeira.

A intenção foi desenvolver o departamento de compliance, responsável por tornar processos, publicidade e demais pontos adequados a legislação vigente. Atualmente nenhuma companhia que atua no mercado editorial de investimento possui um compliance tão desenvolvido.

Outro ponto foi a aproximação com as entidades reguladoras, principalmente a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), com quem teve rusgas no passado. Antes o posicionamento da empresa era de que a entidade não poderia fiscalizar suas atividades, visto que não é uma casa de análise e sim um veículo de comunicação.

Agora, a intenção da empresa é de manter o diálogo com a CVM e atender suas orientações. Entre elas a criação de alertas de risco na publicidade, o que já está sendo praticado em 100% das comunicações da Empiricus e que se mostra uma referência para as empresas que atuam no mesmo segmento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *