Empiricus compliance às normas da CVM (Comissão de Valores Mobiliários)

No vídeo, o posicionamento da Empiricus foi de alinhamento com as normas estabelecidas pelos órgãos reguladores. Nele, uma das personalidades ligadas à empresa, a copywriter se desculpou pela campanha em que afirmava ter ganho R$ 1 milhão com seus investimentos. Continue lendo e saiba mais.

Situado nos endereços mais caros da Avenida Faria Lima, onde se concentram empresas do setor financeiro de São Paulo, o escritório da Empiricus produz conteúdo para mais de 360 mil assinantes.

Uma das áreas da empresa é o Compliance, que segundo a empresa tem a responsabilidade de garantir que suas ações respeitem a legislação vigente, regulamentos e demais regras. Trata-se de um diferencial, tendo em vista que nenhuma outra companhia no país possui um compliance tão bem estruturado, muitas delas, sequer dão importância a esse departamento.

Mais não foi por isso que a Empiricus ficou conhecida, mas sim pelo vídeo da Bettina, que provocou reações positivas e negativas, além de multa do Procon e o pedido de sua suspensão pelo Conar (Conselho Nacional de Auto Regulação Publicitária). Na ocasião, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) divulgou orientações em relação a campanha dos analistas financeiros.

Agora a empresa produz uma nova campanha em que pede desculpas. A Empiricus, mostra que quer mudar de atitude frente aos órgãos reguladores, em especial com a CVM. Ela explica que houve uma evolução nos processos internos, buscando se aproximar mais dos reguladores, sobretudo no segmento editorial e no mercado de capitais do país.

Sua principal mudança foi a adoção de um modelo que expõe alertas de risco de operações. Agora os relatórios e peças publicitárias vem com a mensagem que não há garantia de retornos futuros, o que foi uma das especificações exigidas pela CVM.

A Empiricus deu passos positivos na construção do seu departamento de compliance e hoje é uma referência para outros players do mercado.

O pedido de desculpas

Oi, meu nome é Bettina e eu quero te pedir desculpas. Assim começa o infomercial, em que a copywriter também diz ter sido “culpa dela e culpa nossa” que no anúncio tenha passado uma mensagem equivocada, que passou um recado distorcido. No vídeo Bettina fala que foi uma informação equivocada a ideia passada que a evolução patrimonial aconteceu de forma rápida ou fácil. Ela diz que devia ter deixado claro que foram feitos novos aportes durante o período e levanta a seguinte questão: o que teria acontecido se você tivesse apertado no botão “Saiba Mais” daquele meu anúncio?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *