INOVAÇÃO APLICADA: A PRÓXIMA NOVA INICIALIZAÇÃO DE MÍDIA

O conteúdo evoluiu de modo que agora precisa de diferentes canais de distribuição. Essa mudança de paradigma ocorreu na última década e não será interrompida tão cedo. Naquela época, as notícias eram transmitidas por jornalistas profissionais e levadas às massas de uma banca de jornal pela manhã e via emissoras de televisão à noite. Hoje, as notícias são entregues em tempo real via Twitter e cada vez mais montadas por sistemas de aprendizado de máquina. Sim, mais e mais máquinas escrevem cópias – e as pessoas fazem cada vez menos.

Outra evidência da ruptura em andamento envolve relevância e o setor jurídico. Por exemplo, as colunas de opinião costumavam ser enterradas nos jornais. Hoje, as opiniões flutuam na consciência do público por meio de posts no blog. As revistas costumavam estar na forma física e empilhadas nas prateleiras; agora, eles são digitais e encontrados em aplicativos para dispositivos móveis. Transmissão de TV foi de três canais (nós Baby Boomers lembrar!); conteúdo jornalístico foi curado e entregue pelos estúdios. Então, as redes de cabo proliferaram e agora as notícias são entregues em tempo real via Internet.

As redes de distribuição tornaram-se mais planas e operam em um ambiente 24/7. Eles representam novas plataformas de comunicação, como o Projeto Loon, do Google, e o Projeto Aquila, do Facebook, e têm sido eficazes para conectar o mundo. As redes são alimentadas por balões estratosféricos que ampliam a conectividade à “base da pirâmide”, onde bilhões de pessoas vivem com um dólar por dia. Com ainda mais previsão de interrupção, espera-se que o conteúdo futuro se torne “mais inteligente” – com algoritmos de aprendizado de máquina escrevendo para uma audiência de leitores que incluem nativos digitais e nativos não-digitais.

Inovadores e empreendedores da nova mídia são incumbidos de abordar constantemente o futuro da mídia. O objetivo é alcançar os leitores / espectadores / clientes / usuários em uma infinidade de telefones celulares, tablets, a web e plataformas digitais du jour. Isso inclui impressão 3D, portanto, conectar-se a “fabricantes” em plataformas que envolvem mídia projetada é bom, negócios inteligentes. A maior oportunidade de colaborar entre tecnólogos, engenheiros e “mediatrepreneurs” (um termo que cunhei) no cenário atual de novas mídias da mídia envolve, na minha opinião, a Internet das Coisas.

Em quatro anos aids diminui em 16% seu registro de casos e óbitos no país

O Ministério da Saúde revelou, recentemente, números favoráveis em relação a contaminações e óbitos ocasionados pela aids nos quatro últimos anos. De acordo com as notícias divulgadas no dia 27 de novembro, houve uma redução 16% dos casos que envolvem a doença. Para o órgão responsável pelo levantamento, a facilidade de acesso aos testes, a melhora do processo de diagnóstico, a diminuição da espera para o início do tratamento e a garantia de tratamento para toda a população são situações que colaboraram para essa redução.

Segundo os números encontrados na pesquisa, no Brasil, entre o período de 1980 a junho de 2018, a contagem de casos de aids chegou a 926.742, cerca de 40 mil novos casos registrados por ano. Comparando os anos 2012 e 2017, o índice de detecção da doença passou de 21,7 casos a cada 100 mil habitantes para 18,3 ocorrências registradas, respectivamente.

Outro dado importante do estudo foi encontrado entre os anos 2007 e 2017, quando foi alcançada a diminuição de 43% no total de crianças contagiadas durante a gravidez, representando o registro da queda de 3,5 casos para 100 mil habitantes o número para 2 casos.

Entretanto, em meio ao saldo positivo referente à redução na disseminação da doença, as notícias sobre o boletim do Ministério da Saúde indicaram que cerca de 73% das novas contaminações no país ocorrem entre homens. Conforme os apontamentos, a maior parte das infecções por HIV (70%) são de homens cuja idade se restringe a variação de 15 a 39 anos.

Apesar da infecção pelo HIV não acontecer apenas sexualmente, a justificativa para o maior comprometimento das pessoas do sexo masculino quanto à contaminação, de acordo com o parecer de especialistas, é que as mulheres por frequentarem ginecologistas recebem melhores orientações sobre prevenção, enquanto os homens fazem menos acompanhamento clínico durante a adolescência.

Segundo notícias do governo, no início de 2019 serão disponibilizados nas redes públicas de saúde 400 mil autotestes de HIV. Este montante será distribuído para diferentes cidades do Brasil e deveram ser direcionados para pessoas que se encaixem em padrão pré-estabelecido pela instituição.

Como ser um empreendedor

Depois de fazer uma aula de marketing, você saberá que é mais importante encontrar seu mercado primeiro, em vez de desperdiçar recursos valiosos na criação de um produto que não quer oferecer suporte.

Outra classe relacionada a negócios que você deveria estar tomando é economia. Uma aula de economia lhe dará uma compreensão básica da produção, distribuição e consumo de bens ou serviços. Economia também irá informá-lo sobre as políticas do governo que afetam o seu negócio e como você pode funcionar no mercado global. Além disso, você aprenderá a diferença entre microeconomia e macroeconomia.

Uma característica que os empresários devem possuir é a capacidade de reunir as tropas. Mas e se isso não estiver na sua natureza? Você poderia realmente aprender as técnicas de ser um líder eficaz e eficiente, tendo uma aula de gerenciamento.

Uma classe de gerenciamento pode ensiná-lo a se comunicar adequadamente com os membros da equipe ao entregar críticas ou delegar tarefas, como motivar sua equipe, como fazer sua equipe colaborar entre si e como orçar adequadamente as finanças da sua empresa.

Ficar na frente das pessoas e fazer um discurso de vendas é uma das experiências mais estressantes da minha vida. É por isso que um curso de falar em público pode ser útil. Ele ensinará como fornecer informações concisas em um tempo determinado, como argumentar e como praticar sua apresentação. Você também aprenderá como articular sua voz e lidar com sua linguagem corporal. Embora tenha havido argumentos de que uma aula de falar em público é um desperdício de dinheiro, ela ainda oferece uma oportunidade para que você pratique entrar na frente de uma multidão e ganhar consciência de certos traços pouco lisonjeiros. Por exemplo, eu nunca estava ciente de quão suavemente falei até assistir a um vídeo de uma das minhas apresentações durante uma aula de palestras públicas.

Mesmo se você é um escritor decente, esta ainda é uma área em que você pode melhorar. E se você não é um escritor forte, então esta é uma classe que você precisa fazer. Os empresários farão sua parte justa da escrita ao longo de sua carreira.

Notícias: Protetor solar colorido e protetor com Repelente que protege contra o mosquito Aedes aegypti

O verão está chegando e junto com ele as preocupaçoes com a proteção da pele contra os raios solares é normal, mas, não nos preocupamos com as luzes artificiais que somos expostos todos os dias, como a luz do escritório, computador e celular. As empresas de cosméticos no Brasil, estão inovando em pesquisas e produtos que são adequados a cor de pele dos brasileiros e visam o cuidado com todos os tipos de luzes, já que no país existem inúmeros tons de pele, esse protetor possui uma pigmentaçao, que pode ser usado com maquiagem e assim facilitar sua utilização, tornando o produto eficiente. Essas notícias apesar de inovadoras, não reduz a atenção aos cuidados, sendo necessário reaplica- lo de 2 em 2 horas semelhante aos outros produtos. Outro cuidado trazido pela estação mais quente do ano é o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Zika e chikungunya, unindo essa necessidade e a de proteger do câncer de pele, manchas, a indústria da beleza criou uma opção completa de protetor solar, protegendo dos raios solares e do mosquito, ou seja, um protetor solar repelente, no lugar de passar dois produtos, utilizar apenas um com todas essas vantagens. Com isso, a ciência pretende reduzir os casos de câncer de pele, tipo que mais mata no país e reduzir também os casos de dengue e as outras doenças, que anualmente atinge e mata inúmeros pessoas, além disso, impactar também no nascimento de crianças com má formação, como hidrocefalia, o que retarda o desenvolvimento cognitivo e motor dos portadores. Importante salientar, a importância da proteção contra os raios solares e até mesmo outras luzes artificiais, manter uma rotina de uma boa alimentação, beber bastante água e utilizar o protetor solar são receitas infalíveis para um ótimo verão, essas opções inovadoras de proteção podem facilitar a luta contra essas doenças e reduzir gastos da saúde com tratamentos das mesmas.

BNDES pretende vender sua parte de ações na JBS a um baixo valor de mercado

Segundo informações apuradas, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), está planejando vender sua parte nas ações da empresa JBS, que somadas dão 21,3%. É esperado para a próxima semana que o BNDES mande cartas a entidades econômicas, convidando-as para que participem do processo.

Os 21,3% em ações que o BNDES detém somados dão R$ 6,8 bilhões, com a cotação da ação à R$ 11,77, após o resultado dessa sexta-feira com fechamento positivo da IBOVESPA. Ainda não se sabe como será feita a venda da parte do BNDES, podendo ser feita por grandes blocos ou aos poucos em pequenos mercados na bolsa.

Durante a crise da JBS, que criou uma instabilidade na economia da empresa, o BNDES recebeu diversas propostas de empresas que comprariam a fatia do BNDES sobre a JBS, porém, as conversas não evoluíram.

É esperado que a negociação das ações da JBS detidas pelo BNDES não tenha um valor prêmio embutido nas ações, o que elevaria o custo de cada ação.

O BNDES sempre acompanhou de perto as operações feitas pela JBS, isso começou a mudar, após 2016, quando afirmações de controladores da empresa afirmarem a intenção de criar uma nova empresa, mudando a sede da JBS para a Irlanda.

Os investimentos do Banco na empresa se iniciaram em 2007, ganhando força entre o ano de 2007 e 2009, com a injeção de R$ 5,6 bilhões do Banco na empresa, que tinha como proposta se tornar uma “campeã” nacional na exportação de carne brasileira, que hoje é um importante mercado para economia brasileira.

Em 2008 o BNDESPar injetou R$ 2,5 bilhões na rede de frigoríficos Bertin, que mais tarde seria incorporada à JBS.

De acordo com informações liberadas por nota oficial do BNDS, o banco BNDESPar, mudou a forma de fazer a alienação das ações na certeira. Entrei isso, foi destacado o cadastramento de instituições financeiras que atuarão como mandatários da BNDESPar, no processo de venda das ações da empresa.

Anatel taxa eletrônicos vindo da China em R$ 200

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) anunciou que irá taxar em R$ 200 os aparelhos eletrônicos importados de países como a China. Entram na lista eletrônicos denominados como “emissores de radiofrequência”, que incluem todos os aparelhos que recebem ou enviam sinais e não somente smartphones e drones. Na lista entram também equipamentos 3G, 4G e com conexão bluetooth.

A cobrança será feita por unidade e não será enviado qualquer aviso prévio ao comprador em caso do produto ser taxado. A única forma de retirar a encomenda será pagando o valor de R$ 200 e apresentando o documento que comprova o pagamento.

A taxação dos eletrônicos importados tem como justificativa a falta de regulamentação específica e do selo da Anatel. Em alguns casos em que os produtos não podem ser regularizados há duas opções e nenhuma delas é o recebimento por parte do consumidor. A primeira é a devolução ao vendedor e a segunda é a destruição do bem. Os aparelhos já homologados pela Anatel não correm esse risco.

Mas nem tudo são más notícias para o consumidor, uma vez que a Agência irá reconhecer a homologação de órgãos internacionais. Dessa forma alguns eletrônicos serão validados e o consumidor receberá sua encomenda em casa.

Vale ressaltar que ao importar algum produto será preciso calcular prováveis taxas, multas valores e adicionais referentes ao envio que podem ser cobrados.

Boxes de TV na mira da Anatel

Entre os produtos que estão sendo barrados com maior frequência estão os Drones e o Android TV boxes, aparelhos que transformam as Tvs convencionais em “smart”. Sua tecnologia também permite o acesso a filmes disponibilizados em servidores de streaming e canais de TV fechada. De acordo com a Agência esses boxes são responsáveis por muitos cancelamentos de TV por assinatura nos últimos anos.

Esses aparelhos custam entre 100 e 700 reais, se mostrando uma opção mais em conta do que mantar o contrato com uma empresa de canais fechados. Alguns sites como o AliExpress, Banggood e GearBest já estão sendo barrados e taxados, o que fez com que a TomTop já evitasse enviar alguns produtos para o Brasil, em razão das taxas extras cobradas no nosso país.

Investidores em geral estão começando a se preocupar com a economia global

Wall Street não parece se importar com a guerra comercial entre os norte-americanos e chineses. O índice Dow Jones saltou 175 pontos em setembro de 2018, 287,16 pontos em outubro deste ano e segue acompanhado de alta pelo índice Nasdaq, que subiu 1% no final do mês de setembro de 2018, momento em que a disputa comercial entre os dois países estava mais forte. Apesar de Washington e Pequim lançarem mais uma rodada de tarifas punitivas que aumenta ainda mais esta disputa comercial, muitos investidores em todo o mundo, inclusive no Brasil, estão apostando que a economia dos EUA continuará a se manter à frente do resto do mundo. No entanto, alguns investidores estão ficando preocupados com a capacidade econômica global de suportar essa disputa comercial até o final de 2018, que pode criar tempestades em mercados emergentes.

Um em cada quatro investidores profissionais está se preparando para um abrandamento do crescimento global ao longo do próximo ano, de acordo com notícias divulgadas após uma pesquisa do “Bank of America Merrill Lynch”, publicada no segundo semestre deste ano. Essa é a pior perspectiva nesta pesquisa mensal desde dezembro de 2011 até o encerramento do mês de agosto deste ano, quando apenas 7% dos investidores eram pessimistas sobre a economia mundial.

Quase metade dos investidores pesquisados pelo Bank of America acredita que a economia dos EUA vai desacelerar e isso irá se voltar contra o resto do mundo. “Os investidores estão fazendo mais reservas de dinheiro, acreditando que esse crescimento econômico dos Estados Unidos vai desacelerar”, disse Michael Hartnett, estrategista-chefe de investimentos do “Bank of America Merrill Lynch”.

Como já vinha acontecendo, a guerra comercial entre as duas potências mundiais esteve a frente na lista de preocupações no segundo semestre deste ano. O segundo maior “risco de cauda” está relacionado a um recuo econômico da China.

A pesquisa foi realizada e entregue em meio a decisão dos Estados Unidos de impor uma tarifa de 10% sobre importações de US$ 200 bilhões em produtos vindos da China. Pequim retaliou a decisão norte-americana colocando tarifas de 10% em volumes de produtos de até US$ 60 bilhões que chegam dos EUA.

“Certamente parece que estamos nos aproximando de um estágio espiral no que diz respeito a economia global. As duas maiores potências comercial do mundo preocupam investidores e isso gera um cenário de desconfiança cada vez maior”, disse Peter Boockvar, diretor de investimentos do Bleakley Advisory Group.

Recursos Econômicos: tipos e definições

A terra é um recurso econômico que inclui todos os recursos físicos naturais, como ouro, ferro, prata, petróleo, etc. Alguns países têm recursos naturais muito ricos e, ao utilizar esses recursos, eles enriquecem sua economia até o pico.

Tal como o desenvolvimento de petróleo e gás do Mar do Norte, na Noruega e na Grã-Bretanha, ou a alta produtividade de uma vasta área de terras agrícolas nos Estados Unidos e no Canadá. Alguns outros países desenvolvidos, como o Japão, possuem recursos econômicos menores . O Japão é a segunda maior economia do mundo, mas depende do petróleo importado.

A entrada humana no processo de produção ou fabricação é conhecida como trabalho . Os trabalhadores têm capacidade de trabalho diferente. A capacidade de trabalho de cada trabalhador é baseada em sua própria formação, educação e experiência de trabalho.

Essa capacidade de trabalho é importante no tamanho e na qualidade da força de trabalho. Para alcançar o crescimento econômico, o aumento na qualidade e no tamanho da força de trabalho é muito essencial.

Em economia, o capital é um termo que significa investimento nos bens de capital. Então, isso pode ser usado para fabricar outros bens e serviços no futuro.

A seguir estão os fatores de capital:

Inclui novas tecnologias, fábricas, edifícios, máquinas e outros equipamentos.

É o estoque de produtos acabados ou componentes ou produtos ou componentes semiacabados. Esses bens ou componentes serão utilizados no futuro próximo.

Novos recursos de construção de capital, maquinário ou tecnologia são comumente usados ​​para melhorar a produtividade do trabalho. Tais como as novas formas de agricultura ajuda a aumentar a produtividade do setor agrícola e dar empregos mais valiosos neste setor que motiva as pessoas a sair para o trabalho.

É um estoque de capital que é usado para manter todo o sistema econômico. Como estradas, ferrovias, aeroportos etc.

O Empreendedor é uma pessoa ou indivíduo que deseja fornecer o produto ao mercado, a fim de obter lucro. Empreendedores geralmente investem seu próprio capital em seus negócios. Esse capital financeiro é geralmente baseado em suas economias e eles assumem riscos vinculados a seus investimentos. Essa tomada de risco pode ser recompensada pelo lucro do negócio. O empreendedorismo é, portanto, um importante recurso econômico .

A mística do dinheiro – Da macroeconomia aos anseios individuais

Por que uns sucumbem e outros se salvam, Perguntava Primo Levi, autor de “Se Isto é um Homem”, livro escrito em primeira pessoa que relata sua própria experiência do holocausto e em Auschwitz.

Por que uns ficam ricos e outros não? Poderiam se perguntar todos aqueles que olham o mundo como possibilidade de enriquecimento. Basta uma procura rápida nas livrarias online e as milhares de capas encontradas podem sugerir que a resposta é simples, ou ao menos que está ao alcance de algumas leituras fáceis, contudo, a mística do enriquecimento tem seu mercado próprio, quase sempre alheio à realidade, cultivando legião de adeptos e ávidos consumidores de seus produtos.

Histórias de sucessos financeiros são propagadas pela indústria cultural. O camelô que tornou-se um dos maiores empresários brasileiros, a ascensão meteórica de donos de famosas franquias de fast foods, escritores e gurus da informática. A mensagem? Trabalho.

Os anos finais do século XIX viram os EUA prosperar e ascender como potência mundial e, a despeito de interpretações estapafúrdias e simplistas, circunstâncias históricas ligadas principalmente a conflitos internos como a guerra da secessão e motivações pré guerra mundial foram a principal alavanca do crescimento vertiginoso. A macro economia, vis-à-vis com decisões políticas, produziu, a seu tempo, indivíduos milionários.

O senso comum, maravilhado, procura contrapor a riqueza produzida pelo trabalho daquela “menos digna”, oriunda de um golpe de sorte, visão turva e colorida com os tons da propaganda capitalista e liberal. Vê-se, a partir de uma quase ideologia muito difusa, os efeitos sobre a massa acrítica que situa o enriquecimento como um efeito direto do empreendedorismo e assim, ideias propagadas passam a ser assimiladas como dogmas. Meritocracia e eficiência são dois exemplos que se descolam do contexto histórico e são “aspergidas” magicamente sobre as cabeças. O jogo de dados da economia é eivado de aleatoriedade ou não previsibilidade mais do que imaginam os que desejam enriquecer aumentando suas chances com estratégias prêt-à-porter. Além de traduzir o empirismo em dados científicos aplicáveis há um universo intangível para a maioria humana, regido por leis naturais arbitrárias e inacessíveis.

Primo Levi se matou quatro décadas depois de ter se salvado da sanha nazista.

Economia: O que esperar de 2019?

Se compararmos o Brasil de 1988, economicamente falando, é certo que atualmente está melhor. Mesmo com o grande número de desempregados, boa parte da população foi para o trabalho informal.

E, após os recentes acontecimentos na área política, muitos investidores estrangeiros, empresas multinacionais, entre outros voltaram a acreditar na economia e no crescimento do país, e essa mudança já pode ser sentida com a abertura de mais de 50.000 vagas com carteira assinada em todo território brasileiro.

Ainda é um momento bastante instável na economia; porém o Brasil, por ser muito diversificado em vários setores principalmente no agrícola, com tecnologia de ponta a todo vapor para tornar mais rápido e eficaz a produção de verduras, legumes e frutas em um país onde o agronegócio lidera o setor.

As vantagens do nosso país são imensas se forem comparadas com as de outros países. Com uma vasta área produtiva, ainda com afluentes de grande importância, paisagens e lugares belíssimos, que podem ser explorados pelo turismo ecológico.

O que falta para o Brasil melhorar consideravelmente? Compromisso público, logística assertiva e investimentos diversos. São infinitas possibilidades em um país tão enorme.

Batalhador por natureza, madrugador de todo dia, o brasileiro começa a enxergar uma luz no fim do túnel. E a expectativa é tanta quanto a de uma criança que espera o brinquedo sonhado por meses a fio.

Os desafios se fazem presentes, a luta é grande, mas o gigante que acordou, aos poucos se refaz dos tantos tombos e se prepara para uma nova fronteira, um caminho onde se zela por valores verdadeiros e construtivos. O gigante acordou, e agora quer de volta o que lhe foi tirado.

Que venha 2019 e quem tem coragem que arregace as mangas e rumo ao trabalho. O Brasil voltará a crescer juntamente com sua economia e o povo que já não mais dorme, está agora preparado para a mudança.