Torne-se um empreendedor de sucesso

Torne-se um pessoal de vendas influente: Apresentar-se como um vendedor influente e poderoso é um dos principais indicadores para o sucesso de qualquer negócio. Como proprietário de uma empresa, você não apenas é obrigado a vender sua empresa para seus clientes, mas também para potenciais investidores e futuros funcionários. O truque é praticar repetidas vezes até que você tenha o argumento de vendas perfeito. Além disso, peça feedback regular, seja extrovertido, mostre confiança, seja positivo e pratique a escuta ativa.

Enfatize a criação de um produto de qualidade, mas não perca tempo ilimitado: De modo satisfatório, você pode não conseguir criar uma réplica exata do iPhone no início de sua empresa, no entanto, um produto “bom” deve funcionar bem. O produto deve ser fortemente distinto com atributos únicos do que as ofertas flutuando no mercado de seus rivais. Mas esteja atento para não perder tempo excessivo para colocar seu produto no mercado, você sempre pode se beneficiar de um feedback inicial do cliente. Uma startup é considerada um bom desempenho se for capaz de lançar um produto de valor aceitável no mercado.

Crie um ótimo site para sua empresa: Peça à sua equipe técnica para investir tempo de qualidade suficiente na criação de um site de negócios excelente e profissional. O site deve ser informativo e cativante o suficiente para atrair potenciais clientes, parceiros e investidores a passar por ele e percebê-lo como um concorrente genuíno e potente no mercado. Siga as sugestões abaixo ao projetar seu site de negócios.

Inspecione o site dos principais rivais no negócio;

Selecione os melhores designs e consulte um desenvolvedor profissional sobre qual deles pode se encaixar melhor com a natureza do seu negócio;

O site deve ser otimizado para mecanismos de pesquisa e ser compatível com dispositivos móveis;

Coloque em alta qualidade e conteúdo exclusivo regularmente;

O site deve apresentar uma interface de usuário e experiência favoráveis ​​e esteticamente agradáveis;

O design do site deve ser simples, mas atraente e não congestionado;

Adquira um nome de domínio ‘.com’ atraente e facilmente memorável.

Esses são os principais passos para conseguir movimentar a economia de seu negócio e conquistar o mercado.

Liderança no mercado corporativo

A comunicação é uma habilidade crítica para quase todos. Os funcionários precisam ser capazes de falar clara e educadamente com colegas, clientes, clientes e outros. Através da comunicação escrita e oral, os trabalhadores devem ser capazes de transmitir suas idéias de negócios inovadores, decisões, perguntas e muito mais.

A economia do conhecimento exige que os trabalhadores desenvolvam habilidades e se sintam confortáveis ​​com as novas tecnologias regularmente. Portanto, os funcionários precisam estar abertos para aprender coisas novas e ser flexíveis em assumir tarefas diferentes.

A tecnologia de comunicação da informação(TIC) refere-se à capacidade de usar tecnologias e notícias cotidianas como computadores, tablets e telefones celulares. Também se relaciona com a capacidade de realizar determinadas tarefas, como enviar e-mails e usar software básico de computador (incluindo o Microsoft Office).

Outras habilidades importantes em TIC variam de acordo com a indústria e o trabalho específico. Por exemplo, alguns trabalhos podem envolver outros programas de software ou podem exigir habilidades de codificação. As pessoas no setor do conhecimento precisam desenvolver constantemente as habilidades necessárias para seus trabalhos.

Como a maioria dos empregadores incentiva os funcionários a continuar aprendendo, eles querem contratar pessoas interessadas em continuar sua educação. Portanto, os funcionários precisam simplesmente demonstrar uma paixão pela aprendizagem ao longo da vida em uma variedade de assuntos relevantes.

Os funcionários da economia do conhecimento precisam usar seus conhecimentos para resolver problemas do mundo real . Eles podem usar dados para ajudar os médicos a tratar os pacientes de forma mais eficiente, por exemplo, ou conduzir pesquisas históricas para ensinar os alunos ou o público sobre um momento significativo da história. Seja qual for o trabalho, os funcionários precisam ser capazes de reconhecer problemas e resolvê-los usando criatividade e inovação.

Programas de Certificados para Desenvolver (ou Atualizar) Suas Habilidades

Depois de saber quais habilidades você deseja desenvolver, considere as várias maneiras de aprender e crescer. Por exemplo, você pode fazer cursos on-line ou na faculdade da comunidade local. Certifique-se de que o curso seja ministrado em uma instituição credenciada e / ou seja bem avaliado por pessoas que já fizeram o curso antes. Você também pode perguntar ao seu empregador sobre oportunidades de treinamento na equipe ou participar de conferências ou convenções em seu campo.

Empreendedorismo

Os empreendedores são vistos como estudantes excelentes, atletas e simplesmente excelentes em quase todos os aspectos. Mas, dizem os autores deste artigo, esse não é o caso. Muitos empreendedores bem-sucedidos, daqueles que hoje chefiam bilhões de dólares em pontocom para outros que são operadores exclusivos, eram estudantes e atletas indiferentes. Na verdade, eles eram nitidamente banais. O que os separou e o diferencia é o espírito empreendedor, que eles têm em abundância, e que qualquer empreendedor deve ter para vencer.

Para a maioria das pessoas, a vida profissional consiste em executar serviços definidos para um empregador em troca de um paycheque regular. No entanto, existe um grupo de pessoas que escolhem algo diferente. Eles decidem se tornar empreendedores e começar seu próprio negócio. Por sua vez, alguns deles alcançam um crescimento e sucesso excepcionais. Mas que conjunto de características pessoais torna esses empreendedores tão bem sucedidos? Apenas o que é que esses empresários são feitos? Essas são as questões críticas que abordamos em pesquisas que concluímos recentemente. Este artigo baseia-se nesta pesquisa. É também o primeiro de uma série que aparecerá em edições subsequentes do Ivey Business Journal.

Ao longo das muitas discussões, tornou-se evidente que as características pessoais dos empreendedores se adequavam a certos padrões. Isso nos permitiu formar visões preliminares que podem ajudar a desmistificar algumas percepções comuns sobre a composição de um empreendedor. Nossas percepções, que descrevemos abaixo, foram extraídas dessas discussões e são ilustradas com anedotas pessoais. Algumas das empresas mencionadas são muito familiares: Spyglass, criador do primeiro navegador de Internet comercial, Mosaic; Peapod.com, uma mercearia on-line; e Diamond Technology Partners, uma empresa de consultoria em tecnologia de propriedade pública. Outros, embora não tão bem conhecido.

Há muitas crenças populares sobre o histórico de https://www.youtube.com/watch?v=ybRbMXPCeM0 de negócios de sucesso. Uma delas é que os empreendedores geralmente nascem em famílias que não possuem. A sabedoria convencional diz que as crianças desfavorecidas sofreram adversidades e são mais propensas a ter um forte desejo de superar suas dificuldades econômicas. Mas observamos apenas alguns empresários que não tinham. De fato, a maioria veio de famílias de classe média a média alta. Embora alguns tivessem mais dificuldade em sobreviver do que outros, nenhuma das famílias vivia na pobreza. Além disso, descobrimos que muitos dos empreendedores alcançaram seu início através da ajuda de amigos e familiares.

As novas ambições de Guilherme Paulus, o empreendedor do ano em serviços

Presidente de uma das principais rede de hotelaria do país, a GJP Hotels e Resorts, Guilherme Paulus tem novas pretensões para os próximos anos, deixando evidente que sua vontade de investir é cada vez maior. O empresário vai lançar um luxuoso hotel na cidade de São Paulo, no bairro Cidade Jardins, entre os anos 2020 e 2021, no mesmo edifício em que operava a agência de publicidade DPZ. O novo hotel contará com 65 apartamentos, um rooftop, uma área destinada para eventos e um restaurante. A ideia de Paulus é sempre oferecer aos clientes o melhor serviço de hotelaria, por isso, o grupo GJP trabalha com quatro tipos de bandeira, a começar pela Linx (3 estrelas) até a Wish (5 estrelas), além da linha premium Saint Andrew, localizada em Gramado, RS.

Na comemoração de 35 anos do VISITE SÃO PAULO, constituído como Fundação 25 de Janeiro, Guilherme Paulus publicou uma carta aberta demonstrando como setores de turismo, viagens e eventos são importantes para o país, bem como ressaltou a significativa participação dos mais de 700 associados que ajudaram no resultado positivo dessa conquista, com a movimentação do turismo, melhoria contínua da prestação de serviços e o aumento do número de visitantes. Por fim, em carta o empresário destacou as ações de marketing e conteúdo, que contribuíram favoravelmente para incrementar a economia e gerar novos negócios, bem como a realização de feiras do trade no Brasil e em outros países.

Com mais de 70 anos de idade, Guilherme Paulus ainda tem muita energia para investir, com uma trajetória de dar inveja a qualquer empreendedor, principalmente no setor de serviços. E este sucesso começou quando o empresário tornou a CVC a maior operadora de turismo do Brasil, avaliada em R$ 6,35 bilhões. Posteriormente, vendeu uma parte da CVC e passou a se dedicar ao grupo GJP, investindo R$ 600 milhões. A rede de hotéis já possui 20 unidades em território nacional, com apoio de mais de 2 mil empregados, todos treinados para oferecer o melhor atendimento aos 92 mil clientes que já se hospedaram na rede.

Para incrementar o sucesso da GJP, Guilherme Paulus comprou a B2W Viagens, pertencente a Submarino Viagens, e conseguiu assim triplicar suas operações pela internet. O empresário também transferiu a companhia aérea Webjet para a Gol, numa transação de R$ 70 milhões, bem como comprou a Rextur Advance, a Trend, a Visual Turismo e o Experimento Intercâmbio, num total de R$ 1 bilhão. Todas as empresas movimentam aproximadamente R$ 10 bilhões por ano e transportam mais de 9 milhões de pessoas.

Toda esta dedicação não poderia trazer outro resultado senão o sucesso. A World Golf Awards 2017 elegeu o hotel Wish Foz do Iguaçu, PR, como o melhor hotel de golfe do Brasil. O resort possui uma área total de 2,5 milhões de metros quadrados e é considerado uma das obras mais luxuosas da GJP. Guilherme Paulus já aplicou mais de R$ 80 milhões em hotéis, utilizando-se de terrenos “excedentes” para fazer novos investimentos e aumentar ainda mais o capital. O empresário está sempre atento e não perde nenhuma oportunidade.

Wish Resort, de Guilherme Paulus: mais uma vez o melhor de acordo com o WTA

O Wish Resort de Foz do Iguaçu, no estado do Paraná, foi reconhecido pela segunda vez como o “Melhor Resort para Famílias da América do Sul”. O título foi concedido durante a 25ª edição do World Travel Awards, o maior prêmio do turismo mundial.

A premiação foi realizada no dia 15 de setembro de 2018, durante uma solenidade em Guayaquil, no Equador, que envolveu os maiores nomes do turismo internacional. Entre eles, claro, não poderia faltar Guilherme Paulus, fundador da GJP Hotels & Resorts, que administra o Wish Resort de Foz do Iguaçu.

O empresário de 69 anos é formado em Administração de Empresas e possui quase cinquenta anos de atuação no setor do turismo. Hoje, Guilherme Paulus é o Chairman da GJP Participações, que controla a GJP Construtora e Incorporadora e a GJP Hotels & Resorts.

Enquanto a GJP Construtora e Incorporadora foca-se na construção de condomínios residenciais de alto padrão em áreas com grande movimentação turística, a GJP Hotels & Resorts administra atualmente catorze resorts e hotéis distribuídos por todo o país, sendo por isso considerada, hoje, como uma das maiores redes hoteleiras nacionais dedicadas ao lazer e eventos.

Paulus é, também, o fundador da agência de viagens CVC, uma empresa de capital aberto na Bovespa que é hoje considerada e a maior operadora de viagens da América Latina por representar a maior rede de varejo de turismo do país.

Sobre o Wish Resort de Foz do Iguaçu

De bandeira cinco estrelas, o Wish Resort de Foz do Iguaçu foi adquirido pela GJP Hotels & Resorts de Guilherme Paulus em 2009 e, após passar por uma grande reestruturação, possui hoje uma área de 225 hectares que reúnem o melhor em lazer, diversidade gastronômica e diversão para toda a família.

O resort conta com sete piscinas para crianças e adultos, adega, jacuzzis, salão de beleza, parede de escalada, trilhas, pista de cooper, arvorismo e três restaurantes: o Frontera Sur, que reúne as melhores carnes da Argentina; o italiano Forneria di Como; e o Golf Grill.

O Wish Resort de Guilherme Paulus também oferece um campo de golfe profissional de oitenta hectares com dezoito buracos e um dos maiores Kids Club do país, além dos seus 215 apartamentos que sempre costumam ficar lotados em época de fim de ano.

Portanto, caso você tenha chegado a essa reportagem porque está procurando por um bom hotel para passar o Ano Novo ou o Natal com a sua família, talvez seja uma boa ideia fazer uma visita.

Sobre o World Travel Awards

Considerado o Oscar do turismo mundial, o World Travel Awards possui um método rigoroso de seleção de seus premiados. Primeiro os indicados passam por uma votação pública que leva em conta aspectos como o desempenho dos negócios, a infraestrutura, a excelência no atendimento ao cliente e o desenvolvimento do produto.

A primeira vez em que o Wish Resort de Guilherme Paulus ganhou um prêmio do World Travel Awards foi no ano de 2016, na categoria “Melhor Resort do Brasil”.

Guilherme Paulus fala sobre a CVC e a GJP, suas grandes realizações

O empresário brasileiro Guilherme Paulus (66), criador da gigante do ramo do turismo CVC, conta como construiu seu império e afirma que ainda quer mais: trabalha como quando iniciou o seu negócio, vendendo pacotes de viagens para o litoral paulista na região do ABC (Santo André, São Bernardo e São Caetano).

Atualmente, Paulus não é mais o sócio majoritário da CVC, tendo vendido a companhia pelo valor aproximado de R$ 1 bilhão, e, com isso, entrado para a lista de bilionários brasileiros da revista Forbes – possui uma fortuna estimada em R$ 1,9 bilhão, o que lhe possibilitaria uma “aposentadoria” tranquila. Porém, Guilherme Paulus quer mais.

O empresário ainda trabalha para a CVC, da qual ainda possui 25% das ações, e, mais recentemente, inseriu-se no ramo da hotelaria, por meio da GJP Hotels & Resorts. Batizado com suas iniciais (Guilherme Jesus Paulus), o grupo empresarial partiu da ambição de Paulus de tornar-se o maior hoteleiro do Brasil.

Desta forma, a GJP administra, hoje, 13 empreendimentos, sendo 6 deles próprios. Possui 3 bandeiras, que variam conforme os preços e a qualidade – além da experiência de hotel, claro – que o cliente deseja: Wish (5 estrelas), Prodigy (4 estrelas) e Linx (3 estrelas). A ideia é expandir cada vez mais, em um grupo empresarial que já movimenta um montante de R$ 500 milhões por ano.

Além dos hotéis já existentes, Guilherme Paulus conta que pretende erguer em torno de 20 novos locais, contando com um aporte de R$ 1 bilhão para tal – e adentrando ainda mais fortemente neste ramo da hotelaria, conforme o empresário sonha.

Quando perguntado se pretende também vender a GJP – tal qual fez com a CVC -, Paulus adota o bom humor, dizendo que só não vende a mulher, o filho e as netas. Na sequência, explica que, em verdade, o que fez com a CVC foi mais uma abertura de capital, uma vez que ainda detém aproximadamente um quarto da empresa em seu nome.

Em relação à empresa de turismo, possui mais de 1000 lojas em operação, e o empresário afirma que, mesmo com a crise em que estamos inseridos, o brasileiro não parou de viajar – apenas adaptou as viagens à sua condição atual. Neste ínterim, a chave de crescer mais o negócio é saber aproveitar as oportunidades que surgem dessa mudança de comportamento dos consumidores/turistas.

Afinal de contas, experiência é o que não falta para Guilherme Paulus, há mais de 40 anos no ramo e um dos mais bem sucedidos empresários brasileiros da atualidade.