Empreendedorismo digital

Em cafeterias, espaços de trabalho compartilhados e quartos de hóspedes em todo o país, pessoas ambiciosas estão trabalhando em planos de negócios e lançando seus próprios empreendimentos. As notícias e barreiras ao negócio e ao empreendedorismo estão sendo desmembradas pela tecnologia. A Internet abriu uma série de oportunidades para start-ups e pequenas e médias empresas.

Estar online significa que as pequenas empresas podem comercializar-se em todo o mundo. Através das mídias sociais você pode ser grande em Bracknell, Baltimore e Bangkok sem sair do seu código postal.As empresas mais experientes em tecnologia digital, com uma equipe digitalmente esclarecida, conseguem lucrar mais com a era digital.

Quase todo trabalho agora envolve uma variedade de habilidades digitais, mas os empregadores relatam uma falta de candidatos qualificados para empregos.

Uma escassez de habilidades digitais: Uma pesquisa realizada pela Câmara Britânica de Comércio no início deste ano revelou que três em cada quatro empresas relatam uma escassez de habilidades digitais. Para algumas empresas, a falta de habilidades está se tornando crítica.

Então, como você se certifica de que possui as habilidades digitais necessárias para ajudá-lo a começar um negócio? Ou se você já mergulhou e começou seu próprio negócio, como você encontra treinamento gratuito de alta qualidade para você e sua equipe?Até agora, o acesso a habilidades de negócios tem sido tradicionalmente preservado dos programas de MBA, ou anos de treinamento no trabalho.

Em todo o mundo, cursos longos e ministrados por instrutores, que muitas vezes inundam os alunos com informações, estão caindo em desuso. As filosofias de aprendizado dos dias modernos estão vendo os MBAs executivos ficando cada vez mais curtos e acessíveis, e oferecendo cursos noturnos para permitir que as pessoas mantenham seus empregos diários. No entanto, o compromisso de custo e tempo necessário para realizar uma educação formal de negócios impede que muitos empreendedores percorram esse caminho.

Hoje em dia, as pessoas que procuram habilidades e conhecimentos para o seu trabalho – sem precisar da qualificação oficial – têm muitas outras opções. Programas on-line com instituições acadêmicas de primeira linha permitem que as pessoas recebam apenas os cursos de que precisam, por meio de provedores como Coursera e LearnDigital.

O que é um empreendedor social

Um empreendedor social é uma pessoa que busca novas aplicações com potencial para resolver problemas baseados na comunidade. Esses indivíduos estão dispostos a assumir o risco e o esforço para criar mudanças positivas na sociedade por meio de suas iniciativas.

Exemplos de empreendedorismo social incluem instituições de microfinanças , programas educacionais, prestação de serviços bancários em áreas carentes e ajuda a crianças órfãs por doenças epidêmicas. Seus esforços estão ligados a uma noção de atender necessidades não atendidas dentro das comunidades que foram negligenciadas ou que não tiveram acesso a serviços, produtos ou fundamentos básicos disponíveis em comunidades mais desenvolvidas.

Um empreendedor social também pode procurar lidar com desequilíbrios nessa disponibilidade, as causas profundas por trás de tais problemas sociais ou o estigma social associado a ser um residente dessas comunidades. O principal objetivo de um empreendedor social não é obter lucro, mas sim implementar melhorias generalizadas na sociedade. No entanto, um empreendedor social ainda precisa ser financeiramente experiente para ter sucesso em sua causa.

QUEBRANDO EMPREENDEDOR SOCIAL

Enquanto a maioria dos empreendedores é motivada pelo potencial de obter lucro, o lucro não impede que o empreendedor comum tenha um impacto positivo na sociedade. Como Adam Smith explicou em The Wealth of Nations (1776), “não é da benevolência do açougueiro, do cervejeiro ou do padeiro que esperamos nosso jantar, mas de sua consideração por seus próprios interesses”. Smith acreditava que quando os indivíduos buscavam seus próprios interesses, eles seriam guiados para decisões que beneficiariam os outros. O padeiro, por exemplo, quer ganhar a vida para sustentar sua família. Para conseguir isso, ele produz um produto, pão, que alimenta e alimenta centenas de pessoas.

Como os empreendedores sociais tomam medidas e fazemm marketing

A introdução de serviços de água doce, através da construção de novos poços, por exemplo, para as comunidades que não têm utilidades estáveis ​​é outro exemplo de empreendedorismo social. Na era moderna, o empreendedorismo social pode ser combinado com ativos de tecnologia, como levar conectividade de alta velocidade à Internet para comunidades remotas, com a intenção de fornecer aos alunos da escola mais acesso a informações e recursos de conhecimento.

Mercado automotivo: revista premia executivo Carlos Alberto de Oliveira Andrade

Tratando especificamente de acontecimentos inerentes ao meio automotivo, a revista Autoesporte, da Editora Globo, realizou sua 52º edição do principal prêmio entregue por membros da publicação: o “Carro do Ano”. Em 2018, Carlos Alberto de Oliveira Andrade foi listado para receber uma premiação por ter sido o vencedor na subcategoria “Melhor Executivo do Ano”. O empresário fundou a CAOA, uma companhia que atua em parceria com a gigante Chery, cuja sede localiza-se na China.

Antes dos veículos chineses, Carlos Alberto de Oliveira Andrade já se mostrava animado com lançamentos de automóveis. No passado, entretanto, os seus prediletos eram os fabricados sob o modelo Ford Landau. Tamanha empolgação com este ramo fez com que o empreendedor abdicasse de suas funções como médico cirurgião, a fim de que pudesse estar em maior contato com o segmento automobilístico. Assim sendo, deu início às atividades de revenda em sua primeira corporação.

Carros provenientes da França também foram trazidos pelo empresário. Tal realização refere-se ao fato da Renault ter firmado uma parceria em que viabilizou a venda de todos os seus modelos de veículos produzidos. Tempos depois da consolidação de negócios com os franceses, Carlos Alberto de Oliveira Andrade voltou suas atenções às negociações com a Hyundai. De forma gradativa o executivo conseguiu com que todos os mecanismos de produção da empresa fossem instalados no Brasil.

Depois de fundar e presidir a CAOA, o empreendedor tomou novos rumos na organização. Ainda exercendo um papel fundamental para a companhia, ele agora se vê envolvido com as tarefas que possui como presidente do Conselho Administrativo da representante da Chery no Brasil. O local adotado para a sede da revenda foi Goiás, já para o parque fabril da montadora, o estado de São Paulo foi escolhido para tal.

Com o passar do tempo, houve uma disponibilização massiva aos consumidores brasileiros de modelos fabricados pela Chery. Desse modo, o público do país passou a ter mais opções de carros para escolha, além de um volume maior de unidades. Com isso a empresa tornava real um minucioso planejamento voltado à ampliação da presença da companhia em âmbito mundial. A empresa chinesa, no entanto, não foi a única a ser trazida pelo executivo. A Hyundai é um exemplo disso, pois houve sua instalação em uma área de Goiás através do empreendedor.

Além do troféu obtido em 2018, Carlos Alberto de Oliveira Andrade possui outras menções honrosas em sua trajetória. Em 2012, por exemplo, o segmento automotivo voltou as atenções para o desenvolvimento da Hyundai, que contou com a ação do executivo. Dessa maneira, ele recebeu a classificação de “Distribuidor do Ano”. Neste caso, outros executivos ao redor do mundo participaram da premiação. O empresário também já participou de uma negociação em que houve grande movimentação de capital. Trata-se da implementação da montadora Chery no país, ocasião em que US$ 400 foram transacionados.

O veículo Tiggo2 foi eleito o carro mais comprado pela clientela brasileira da marca Chery. Com características próprias de um Crossover, trata-se atualmente do principal produto totalmente produzido e posto à venda em território brasileiro.

INOVAÇÃO APLICADA: A PRÓXIMA NOVA INICIALIZAÇÃO DE MÍDIA

O conteúdo evoluiu de modo que agora precisa de diferentes canais de distribuição. Essa mudança de paradigma ocorreu na última década e não será interrompida tão cedo. Naquela época, as notícias eram transmitidas por jornalistas profissionais e levadas às massas de uma banca de jornal pela manhã e via emissoras de televisão à noite. Hoje, as notícias são entregues em tempo real via Twitter e cada vez mais montadas por sistemas de aprendizado de máquina. Sim, mais e mais máquinas escrevem cópias – e as pessoas fazem cada vez menos.

Outra evidência da ruptura em andamento envolve relevância e o setor jurídico. Por exemplo, as colunas de opinião costumavam ser enterradas nos jornais. Hoje, as opiniões flutuam na consciência do público por meio de posts no blog. As revistas costumavam estar na forma física e empilhadas nas prateleiras; agora, eles são digitais e encontrados em aplicativos para dispositivos móveis. Transmissão de TV foi de três canais (nós Baby Boomers lembrar!); conteúdo jornalístico foi curado e entregue pelos estúdios. Então, as redes de cabo proliferaram e agora as notícias são entregues em tempo real via Internet.

As redes de distribuição tornaram-se mais planas e operam em um ambiente 24/7. Eles representam novas plataformas de comunicação, como o Projeto Loon, do Google, e o Projeto Aquila, do Facebook, e têm sido eficazes para conectar o mundo. As redes são alimentadas por balões estratosféricos que ampliam a conectividade à “base da pirâmide”, onde bilhões de pessoas vivem com um dólar por dia. Com ainda mais previsão de interrupção, espera-se que o conteúdo futuro se torne “mais inteligente” – com algoritmos de aprendizado de máquina escrevendo para uma audiência de leitores que incluem nativos digitais e nativos não-digitais.

Inovadores e empreendedores da nova mídia são incumbidos de abordar constantemente o futuro da mídia. O objetivo é alcançar os leitores / espectadores / clientes / usuários em uma infinidade de telefones celulares, tablets, a web e plataformas digitais du jour. Isso inclui impressão 3D, portanto, conectar-se a “fabricantes” em plataformas que envolvem mídia projetada é bom, negócios inteligentes. A maior oportunidade de colaborar entre tecnólogos, engenheiros e “mediatrepreneurs” (um termo que cunhei) no cenário atual de novas mídias da mídia envolve, na minha opinião, a Internet das Coisas.

Em quatro anos aids diminui em 16% seu registro de casos e óbitos no país

O Ministério da Saúde revelou, recentemente, números favoráveis em relação a contaminações e óbitos ocasionados pela aids nos quatro últimos anos. De acordo com as notícias divulgadas no dia 27 de novembro, houve uma redução 16% dos casos que envolvem a doença. Para o órgão responsável pelo levantamento, a facilidade de acesso aos testes, a melhora do processo de diagnóstico, a diminuição da espera para o início do tratamento e a garantia de tratamento para toda a população são situações que colaboraram para essa redução.

Segundo os números encontrados na pesquisa, no Brasil, entre o período de 1980 a junho de 2018, a contagem de casos de aids chegou a 926.742, cerca de 40 mil novos casos registrados por ano. Comparando os anos 2012 e 2017, o índice de detecção da doença passou de 21,7 casos a cada 100 mil habitantes para 18,3 ocorrências registradas, respectivamente.

Outro dado importante do estudo foi encontrado entre os anos 2007 e 2017, quando foi alcançada a diminuição de 43% no total de crianças contagiadas durante a gravidez, representando o registro da queda de 3,5 casos para 100 mil habitantes o número para 2 casos.

Entretanto, em meio ao saldo positivo referente à redução na disseminação da doença, as notícias sobre o boletim do Ministério da Saúde indicaram que cerca de 73% das novas contaminações no país ocorrem entre homens. Conforme os apontamentos, a maior parte das infecções por HIV (70%) são de homens cuja idade se restringe a variação de 15 a 39 anos.

Apesar da infecção pelo HIV não acontecer apenas sexualmente, a justificativa para o maior comprometimento das pessoas do sexo masculino quanto à contaminação, de acordo com o parecer de especialistas, é que as mulheres por frequentarem ginecologistas recebem melhores orientações sobre prevenção, enquanto os homens fazem menos acompanhamento clínico durante a adolescência.

Segundo notícias do governo, no início de 2019 serão disponibilizados nas redes públicas de saúde 400 mil autotestes de HIV. Este montante será distribuído para diferentes cidades do Brasil e deveram ser direcionados para pessoas que se encaixem em padrão pré-estabelecido pela instituição.

Como ser um empreendedor

Depois de fazer uma aula de marketing, você saberá que é mais importante encontrar seu mercado primeiro, em vez de desperdiçar recursos valiosos na criação de um produto que não quer oferecer suporte.

Outra classe relacionada a negócios que você deveria estar tomando é economia. Uma aula de economia lhe dará uma compreensão básica da produção, distribuição e consumo de bens ou serviços. Economia também irá informá-lo sobre as políticas do governo que afetam o seu negócio e como você pode funcionar no mercado global. Além disso, você aprenderá a diferença entre microeconomia e macroeconomia.

Uma característica que os empresários devem possuir é a capacidade de reunir as tropas. Mas e se isso não estiver na sua natureza? Você poderia realmente aprender as técnicas de ser um líder eficaz e eficiente, tendo uma aula de gerenciamento.

Uma classe de gerenciamento pode ensiná-lo a se comunicar adequadamente com os membros da equipe ao entregar críticas ou delegar tarefas, como motivar sua equipe, como fazer sua equipe colaborar entre si e como orçar adequadamente as finanças da sua empresa.

Ficar na frente das pessoas e fazer um discurso de vendas é uma das experiências mais estressantes da minha vida. É por isso que um curso de falar em público pode ser útil. Ele ensinará como fornecer informações concisas em um tempo determinado, como argumentar e como praticar sua apresentação. Você também aprenderá como articular sua voz e lidar com sua linguagem corporal. Embora tenha havido argumentos de que uma aula de falar em público é um desperdício de dinheiro, ela ainda oferece uma oportunidade para que você pratique entrar na frente de uma multidão e ganhar consciência de certos traços pouco lisonjeiros. Por exemplo, eu nunca estava ciente de quão suavemente falei até assistir a um vídeo de uma das minhas apresentações durante uma aula de palestras públicas.

Mesmo se você é um escritor decente, esta ainda é uma área em que você pode melhorar. E se você não é um escritor forte, então esta é uma classe que você precisa fazer. Os empresários farão sua parte justa da escrita ao longo de sua carreira.

Notícias: Protetor solar colorido e protetor com Repelente que protege contra o mosquito Aedes aegypti

O verão está chegando e junto com ele as preocupaçoes com a proteção da pele contra os raios solares é normal, mas, não nos preocupamos com as luzes artificiais que somos expostos todos os dias, como a luz do escritório, computador e celular. As empresas de cosméticos no Brasil, estão inovando em pesquisas e produtos que são adequados a cor de pele dos brasileiros e visam o cuidado com todos os tipos de luzes, já que no país existem inúmeros tons de pele, esse protetor possui uma pigmentaçao, que pode ser usado com maquiagem e assim facilitar sua utilização, tornando o produto eficiente. Essas notícias apesar de inovadoras, não reduz a atenção aos cuidados, sendo necessário reaplica- lo de 2 em 2 horas semelhante aos outros produtos. Outro cuidado trazido pela estação mais quente do ano é o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Zika e chikungunya, unindo essa necessidade e a de proteger do câncer de pele, manchas, a indústria da beleza criou uma opção completa de protetor solar, protegendo dos raios solares e do mosquito, ou seja, um protetor solar repelente, no lugar de passar dois produtos, utilizar apenas um com todas essas vantagens. Com isso, a ciência pretende reduzir os casos de câncer de pele, tipo que mais mata no país e reduzir também os casos de dengue e as outras doenças, que anualmente atinge e mata inúmeros pessoas, além disso, impactar também no nascimento de crianças com má formação, como hidrocefalia, o que retarda o desenvolvimento cognitivo e motor dos portadores. Importante salientar, a importância da proteção contra os raios solares e até mesmo outras luzes artificiais, manter uma rotina de uma boa alimentação, beber bastante água e utilizar o protetor solar são receitas infalíveis para um ótimo verão, essas opções inovadoras de proteção podem facilitar a luta contra essas doenças e reduzir gastos da saúde com tratamentos das mesmas.

BNDES pretende vender sua parte de ações na JBS a um baixo valor de mercado

Segundo informações apuradas, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), está planejando vender sua parte nas ações da empresa JBS, que somadas dão 21,3%. É esperado para a próxima semana que o BNDES mande cartas a entidades econômicas, convidando-as para que participem do processo.

Os 21,3% em ações que o BNDES detém somados dão R$ 6,8 bilhões, com a cotação da ação à R$ 11,77, após o resultado dessa sexta-feira com fechamento positivo da IBOVESPA. Ainda não se sabe como será feita a venda da parte do BNDES, podendo ser feita por grandes blocos ou aos poucos em pequenos mercados na bolsa.

Durante a crise da JBS, que criou uma instabilidade na economia da empresa, o BNDES recebeu diversas propostas de empresas que comprariam a fatia do BNDES sobre a JBS, porém, as conversas não evoluíram.

É esperado que a negociação das ações da JBS detidas pelo BNDES não tenha um valor prêmio embutido nas ações, o que elevaria o custo de cada ação.

O BNDES sempre acompanhou de perto as operações feitas pela JBS, isso começou a mudar, após 2016, quando afirmações de controladores da empresa afirmarem a intenção de criar uma nova empresa, mudando a sede da JBS para a Irlanda.

Os investimentos do Banco na empresa se iniciaram em 2007, ganhando força entre o ano de 2007 e 2009, com a injeção de R$ 5,6 bilhões do Banco na empresa, que tinha como proposta se tornar uma “campeã” nacional na exportação de carne brasileira, que hoje é um importante mercado para economia brasileira.

Em 2008 o BNDESPar injetou R$ 2,5 bilhões na rede de frigoríficos Bertin, que mais tarde seria incorporada à JBS.

De acordo com informações liberadas por nota oficial do BNDS, o banco BNDESPar, mudou a forma de fazer a alienação das ações na certeira. Entrei isso, foi destacado o cadastramento de instituições financeiras que atuarão como mandatários da BNDESPar, no processo de venda das ações da empresa.

Anatel taxa eletrônicos vindo da China em R$ 200

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) anunciou que irá taxar em R$ 200 os aparelhos eletrônicos importados de países como a China. Entram na lista eletrônicos denominados como “emissores de radiofrequência”, que incluem todos os aparelhos que recebem ou enviam sinais e não somente smartphones e drones. Na lista entram também equipamentos 3G, 4G e com conexão bluetooth.

A cobrança será feita por unidade e não será enviado qualquer aviso prévio ao comprador em caso do produto ser taxado. A única forma de retirar a encomenda será pagando o valor de R$ 200 e apresentando o documento que comprova o pagamento.

A taxação dos eletrônicos importados tem como justificativa a falta de regulamentação específica e do selo da Anatel. Em alguns casos em que os produtos não podem ser regularizados há duas opções e nenhuma delas é o recebimento por parte do consumidor. A primeira é a devolução ao vendedor e a segunda é a destruição do bem. Os aparelhos já homologados pela Anatel não correm esse risco.

Mas nem tudo são más notícias para o consumidor, uma vez que a Agência irá reconhecer a homologação de órgãos internacionais. Dessa forma alguns eletrônicos serão validados e o consumidor receberá sua encomenda em casa.

Vale ressaltar que ao importar algum produto será preciso calcular prováveis taxas, multas valores e adicionais referentes ao envio que podem ser cobrados.

Boxes de TV na mira da Anatel

Entre os produtos que estão sendo barrados com maior frequência estão os Drones e o Android TV boxes, aparelhos que transformam as Tvs convencionais em “smart”. Sua tecnologia também permite o acesso a filmes disponibilizados em servidores de streaming e canais de TV fechada. De acordo com a Agência esses boxes são responsáveis por muitos cancelamentos de TV por assinatura nos últimos anos.

Esses aparelhos custam entre 100 e 700 reais, se mostrando uma opção mais em conta do que mantar o contrato com uma empresa de canais fechados. Alguns sites como o AliExpress, Banggood e GearBest já estão sendo barrados e taxados, o que fez com que a TomTop já evitasse enviar alguns produtos para o Brasil, em razão das taxas extras cobradas no nosso país. Uma boa opção nesse sentido para quem deseja comprar presentes vindos do exterior é o site cestas de presente já que você pode enviar presentes de qualquer país do mundo para o Brasil, ou do Brasil para qualquer país do mundo, sem pagamento de taxas aduaneiras adicionais.

Investidores em geral estão começando a se preocupar com a economia global

Wall Street não parece se importar com a guerra comercial entre os norte-americanos e chineses. O índice Dow Jones saltou 175 pontos em setembro de 2018, 287,16 pontos em outubro deste ano e segue acompanhado de alta pelo índice Nasdaq, que subiu 1% no final do mês de setembro de 2018, momento em que a disputa comercial entre os dois países estava mais forte. Apesar de Washington e Pequim lançarem mais uma rodada de tarifas punitivas que aumenta ainda mais esta disputa comercial, muitos investidores em todo o mundo, inclusive no Brasil, estão apostando que a economia dos EUA continuará a se manter à frente do resto do mundo. No entanto, alguns investidores estão ficando preocupados com a capacidade econômica global de suportar essa disputa comercial até o final de 2018, que pode criar tempestades em mercados emergentes.

Um em cada quatro investidores profissionais está se preparando para um abrandamento do crescimento global ao longo do próximo ano, de acordo com notícias divulgadas após uma pesquisa do “Bank of America Merrill Lynch”, publicada no segundo semestre deste ano. Essa é a pior perspectiva nesta pesquisa mensal desde dezembro de 2011 até o encerramento do mês de agosto deste ano, quando apenas 7% dos investidores eram pessimistas sobre a economia mundial.

Quase metade dos investidores pesquisados pelo Bank of America acredita que a economia dos EUA vai desacelerar e isso irá se voltar contra o resto do mundo. “Os investidores estão fazendo mais reservas de dinheiro, acreditando que esse crescimento econômico dos Estados Unidos vai desacelerar”, disse Michael Hartnett, estrategista-chefe de investimentos do “Bank of America Merrill Lynch”.

Como já vinha acontecendo, a guerra comercial entre as duas potências mundiais esteve a frente na lista de preocupações no segundo semestre deste ano. O segundo maior “risco de cauda” está relacionado a um recuo econômico da China.

A pesquisa foi realizada e entregue em meio a decisão dos Estados Unidos de impor uma tarifa de 10% sobre importações de US$ 200 bilhões em produtos vindos da China. Pequim retaliou a decisão norte-americana colocando tarifas de 10% em volumes de produtos de até US$ 60 bilhões que chegam dos EUA.

“Certamente parece que estamos nos aproximando de um estágio espiral no que diz respeito a economia global. As duas maiores potências comercial do mundo preocupam investidores e isso gera um cenário de desconfiança cada vez maior”, disse Peter Boockvar, diretor de investimentos do Bleakley Advisory Group.