Exportação de grãos será 40% realizada pela região Norte do Brasil

De acordo como o atual ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, a avaliação do escoamento relacionado com a safra de grãos que irá abastecer o mercado externo, irá ser realizado cada vez mais através da região Norte do Brasil, atingindo a casa dos 40% do total de escoamento. “Essa já é uma realidade que pouco a pouco está repercutindo. A cada nova mercadoria mandada pelo Norte, os portos do Sul são aliviados, assim como a vida dos produtores rurais da região”, afirmou o ministro.

Estão sendo realizadas mudanças no sistema portuário, informou o ministro, que também lembrou que os telejornais filmaram e apresentaram filas enormes de caminhões que se estendiam entre São Paulo e o porto de Santos, e entre Curitiba e o porto de Paranaguá. “Hoje isso não existe mais. As exportações ocorrem por meio de um agendamento, todos os caminhões possuem uma senha e a mercadoria chega no dia e na hora marcada. É preciso mais avanço para que novas melhorias sejam implantadas, mas atualmente já podemos contar com um bom planejamento”, explicou o ministro.

No dia 15 de dezembro deste ano, o ministro Blairo Maggi esteve presente no Seminário Brasil Central, realizado no Rio de Janeiro pelo jornal O Globo, onde foram enfatizadas a Força do Agronegócio na Transformação do Brasil. O ministro destacou a grande importância da produção voltada para o atendimento da grande demanda alimentos para mais 3 bilhões de cidadãos que irão compor a classe média mundial até o ano de 2030.

O ministro apontou para o mercado asiático, enfatizando que esse mercado continua estando a frente no potencial de crescimento e no consumo dos produtos brasileiros. Nas regiões Sul e Sudeste asiáticos, estão 51% de toda a população existente no planeta, sendo 19% do PIB – Produto Interno Bruto – mundial. Esse grande mercado é responsável pelo consumo de 28% da produção de aves em todo o mundo, 20% da produção de bovinos, 31% da produção de lácteos e 37% de todas a produção de açúcar mundial.

O percentual de mata nativa preservada no Brasil é de 63% em relação ao território nacional, sendo um dos pontos principais em destaque pelo ministro no seminário. Esse número foi comparado como os resultados apresentados nos Estado Unidos, que demonstrou 19,9% de áreas preservadas.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *